A história real por trás de Invocação do Mal 3

Invocação do Mal 3 chegará aos cinemas no dia 11 de setembro de 2020, e o filme trará a história de Arne Johnson, seu julgamento, e sua possível possessão demoníaca.

Em fevereiro de 1981, Arne Cheyenne Johnson matou Alan Bono com inúmeras facadas em seu peito. Algumas horas depois, Johnson foi achado a alguns metros da cena pela polícia. Meses depois, ele foi a julgamento e disse não ser culpado, justificando que o diabo o fez fazer aquilo.


Ele ganhou fama por ser o primeiro caso nos Estados Unidos em que a defesa tentou provar a inocência do criminoso com base em possessão demoníaca. Martin Minella, seu advogado, alegou que seu cliente havia sido possuído e que ele poderia provar. "O tribunal já lidou com a existência de Deus. Agora ele vai ter que lidar com a existência do diabo", ele disse ao New York Times em 1981, um mês após o assassinato.

O julgamento chegou às manchetes do mundo todo, com os Warren no centro da tempestade midiática. O casal foi inserido no caso antes mesmo do julgamento. Vamos lá...

Tudo começou com o irmão da noiva de Arne Johnson, chamado David Glatzel de apenas 11 anos. Ele parecia estar possuído, e sua irmã ligou para os padres católicos romanos e os Warren, procurando por ajuda. "Ele chutava, mordia, cuspia e falava palavras horríveis. Ele era enforcado por mãos invisíveis, que ele tentava tirar de seu pescoço, e forças poderosas o jogavam pra cima e para baixo como uma boneca de pano", a irmã disse.

Desesperada, a família de David ligou para a igreja católica pedindo ajuda, e um padre abençoou a casa - o que parece ter apenas irritado a entidade. Era hora então de ligar para os demonologistas, Ed e Lorraine Warren. "Enquanto Ed entrevistava o garoto, vi uma forma negra e enevoada ao lado dele, o que me disse que estávamos lidando com algo de natureza negativa. Logo a criança estava reclamando que mãos invisíveis o estavam sufocando - e havia marcas vermelhas nele. Ele disse que tinha a sensação de ser atingido", disse Lorraine. O casal estava convencido que a criança estava possuída.


Lorraine e Ed realizaram 3 exorcismos, e, de acordo com Ed, haviam 43 demônios dentro de David. "Nós pedimos por nomes e David nos deu 43", ele disse. Foi durante um dos exorcismos que Arne Johnson teria cometido o erro que o levou a ser possuído. Enquanto a sessão acontecia, ele disse "me leve, deixe meu amigo em paz". Pouco tempo depois, Arne começou a agir de forma estranha.

Então em 16 de fevereiro de 1981, Johnson cometeu o assassinato a facadas de Alan Bono. De acordo com a irmã de Johnson, ele "rugiu feito um animal", empunhou a faca e o esfaqueou várias vezes. No dia seguinte, Lorraine disse à polícia que achava que Arne estava possuído - e foi a partir daí que os Warren ficaram no centro de todo o "julgamento demoníaco", em manchetes de todos os jornais.

O júri condenou Johnson por homicídio culposo e ele foi condenado a 10 a 20 anos de prisão - ele cumpriu cinco.

E aí? Ansiosos por esse novo filme do universo Invocação do Mal? Infelizmente James Wan não retornará a cadeira de diretor, e apenas produzirá o filme. Michael Chaves (A Maldição da Chorona) vai dirigir o roteiro de David Leslie Gordon (A Órfã, Invocação do Mal 2).

A história real por trás de Invocação do Mal 3 A história real por trás de Invocação do Mal 3 Reviewed by Anna Naylor on setembro 16, 2019 Rating: 5

Nenhum comentário

Masterchef

About Me
Munere veritus fierent cu sed, congue altera mea te, ex clita eripuit evertitur duo. Legendos tractatos honestatis ad mel. Legendos tractatos honestatis ad mel. , click here →