[CRÍTICA] A Freira é diferente de tudo que já vimos do universo Invocação do Mal

O sangue de Jesus tem poder!

A Freira conta a história do padre Burke que é enviado do Vaticano a investigar um suicídio na Romênia, junto da noviça Irene.

Ao chegar na vila mais próxima à igreja em que a tragédia ocorreu, os dois recebem a ajuda de Frenchie, o jovem que achou a freira suicida. Frenchie os leva até a igreja e os fenômenos paranormais começam a acontecer, sem parar.

Tem fenômeno paranormal para todos os gostos, freiras morta-vivas, cenas de exorcismo, aparições - e alguns alívios cômicos no caminho. O filme logo introduz a história do local e a relação com a entidade Valak.


Tudo gira em torno das freiras que ali habitam, e do passado do local. É tudo extremamente religioso, o bem (cristianismo) contra o mal (bruxaria, paganismo), e a tensão é muito bem construída até 2/3 do filme.

O filme chega a um ápice de tensão que claramente poderia aumentar e melhorar, mas ao invés disso o filme fraqueja e termina a trama com um final questionável. O que mais vale a pena sobre os momentos finais do filme é o fato dele fechar perfeitamente um ciclo com Invocação do Mal, assim como Annabelle 2 (2017) fechou com Annabelle (2014).

Os pontos positivos são a atuação impecável de Taissa Farmiga, que cada vez mais se consolida como a scream queen da geração. A criatividade do roteiro também tem que ser exaltada, por mais que o enredo tenha deixado a desejar.

A Freira é diferente de tudo que já vimos no universo Invocação do Mal - e isso pode decepcionar os fãs - mas não deixa a desejar em sustos, imagens e cores, e até mesmo risadas.

Mas não empolgou.
★★✩✩✩
Bonnie Aarons and Taissa Farmiga in The Nun (2018)
[CRÍTICA] A Freira é diferente de tudo que já vimos do universo Invocação do Mal [CRÍTICA] A Freira é diferente de tudo que já vimos do universo Invocação do Mal Reviewed by Anna Naylor on setembro 10, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário

Masterchef

About Me
Munere veritus fierent cu sed, congue altera mea te, ex clita eripuit evertitur duo. Legendos tractatos honestatis ad mel. Legendos tractatos honestatis ad mel. , click here →