10 semanas de terror | Semana 1 com Lidia Zuin


Faltando pouco para o Halloween, te trouxemos o especial '10 Semanas de Terror'. O Tudo Terror traz a cada semana um ou dois entrevistados dando dicas de obras de terror toda sexta-feira. Só gente do jornalismo, do cinema e audiovisual indicando as dez obras de terror/horror/suspense que mais os marcaram. Essa semana, temos Lidia Zuin. Jornalista, pesquisadora, futuróloga, escritora, TED talker e entusiasta cyberpunk e o cineasta Pedro Vilo, que você pode conferir a entrevista aqui.

Lidia Zuin: Top 10 terror



1 - O Chamado (2002) - Gore Verbinski

A jornalista Rachel Keller decide investigar a morte de sua sobrinha e descobre que quatro adolescentes morreram misteriosamente sete dias depois de assistir a um vídeo com imagens assustadoras. Agora ela tenta solucionar o mistério e impedir que a profecia se realize, já que ela e seu filho também assistiram ao vídeo. (Wikipedia)

Lidia Zuin: Apesar de fazerem muitas críticas à versão americana, gosto dela mais do que da versão japonesa, original. Isso porque aqui e também no filme 2, o grande foco está na experiência traumática da maternidade refletida na Samara como uma maldição. No segundo filme, fica ainda mais claro como, apesar de ser um fantasma vingativo, a Samara estava procurando uma mãe que a amasse de verdade enquanto amaldiçoava as pessoas com a sua história de sobrevivência de 7 dias. Ponho em primeiro lugar o primeiro filme por conta das simbologias em torno das imagens que aparecem no vídeo amaldiçoado e pela trajetória que se segue para descobrir a origem da personagem.

2 - Goodnight Mommy (2014) - Veronika Franz e Severin Fiala

Após ficar afastada alguns dias, por conta de cirurgias plásticas, a mãe de dois garotos gêmeos volta para casa. Entretanto, seus filhos não acreditam que a mulher com o rosto coberto seja realmente sua mãe. A partir daí, nada mais será como antes. (Wikipedia)

Lidia Zuin: Esse filme austríaco me chamou muito a atenção também por conta do tema da maternidade - é algo que gosto bastante, já que tenho preferência por terror psicológico. É muito interessante como o enredo vai se desdobrando pra chegar no final e descobrirmos algo bastante diferente do que se faz acreditar ao longo do filme. Como eu estava, na época, fazendo meu mestrado sobre o artista vienense Gottfried Helnwein, encontrei muitos paralelos entre o longa e as imagens do pintor.

3 – Possession (1981) - Andrzej Zulawski

Possessão é um filme de terror coproduzido por França e Alemanha, dirigido por Andrzej Żuławski e lançado em 1981. (Wikipedia)

Lidia Zuin: Filme lindo com uma performance maravilhosa de Isabelle Adjani. A cena do metrô é icônica e inesquecível. Fotografia maravilhosa e cenas com falas marcantes que ficam na cabeça.

4 – Stoker (2013) – Chan-wook Park

India Stoker perde o pai em um acidente de carro no dia do seu aniversário. Entre os familiares presentes no funeral, está o misterioso tio Charlie, que passa a morar com a menina e a mãe, revelando o sombrio passado da família. (Wikipedia)

Lidia Zuin: Park Chan-Wook é um dos meus diretores preferidos. Gosto muito da trilogia da vingança, mas esse filme que ele fez com atores ocidentais me marcou porque gosto muito da Mia Wasikowska. O filme tem uma fotografia belíssima e uma atmosfera maravilhosa. Acho muito lindo e envolvente.

5 – Babadook (2014) - Jennifer Kent


Amelia, viúva e ainda atormentada pela violenta morte do marido, tenta lidar com o medo de monstros que aterroriza seu único filho, o pequeno rebelde Samuel, e enfrenta dificuldades em amar o garoto. Após encontrar um misterioso livro, o menino, certo de que há um monstro que deseja matá-lo, começa a agir irracionalmente para o desespero de sua mãe. Mas logo Amelia percebe que realmente há uma sinistra presença na casa e ao redor deles. (Wikipedia)

Lidia: Mais um filme sobre o horror da maternidade e sobre o crescente desequilíbrio emocional da protagonista. É muito interessante ver como as questões de saúde mental da protagonista e a própria sexualidade são representadas na monstruosidade perseguidora do Babadook.




6 - Crimson Peak (2015) - Guillermo del Toro

Edith se casa com o sedutor Sir Thomas Sharpe e vai morar em uma remota mansão gótica. Lá, também vive a misteriosa Lady Lucille, irmã de Thomas. A casa é assombrada e Edith decide investigar as aparições fantasmagóricas. À medida que se aproxima da verdade, a jovem percebe que os verdadeiros monstros são feitos de carne e osso. (Wikipedia)

Lidia: Amo filmes de terror esteticamente belos e esse aqui é um que o Del Toro caprichou e fez o que eu gostaria que o Tim Burton fizesse, em vez daquela mesmice infantil de adolescente gótico. Novamente, como uma fã incondicional da Mia Wasikowska e também uma apreciadora do Tom Hiddleston, esse filme tem uma atmosfera muito sensual e melancólica. Amei!

7 - Madre Joana dos Anjos (1961) – Jerzy Kawalerowicz

Matka Joanna od Aniołów é um filme de drama polonês de 1961 dirigido e escrito por Jerzy Kawalerowicz. Estrelado por Lucyna Winnicka, Mieczyslaw Voit e Anna Ciepielewska, venceu o Prêmio do Júri do Festival de Cannes. (Wikipedia)

Lidia: Filme polonês maravilhoso sobre um convento em que as freiras ficam possuídas. Aqui esse fenômeno paranormal é usado como uma forma de tratar a desobediência e rebeldia feminina, por isso gostei tanto!

8 - The Neon Demon (2016) – Nicolas Winding 

A bela e jovem Jesse se muda para Los Angeles logo após completar 16 anos de idade para tentar uma carreira como modelo. Ela ouve do chefe da agência que a contratou que tem todas as qualidades para virar uma estrela. Mas Jesse logo enfrenta a inveja das modelos mais veteranas, que desprezam seus traços joviais e inocentes. Conforme Jesse galga seu espaço na brutal indústria da moda, a personalidade dela é moldada de modo que ela tome coragem para enfrentar suas rivais. (Wikipedia)

Lidia Zuin: Fotografia maravilhosa, como sempre, do Nicolas Winding Refn. Trilha sonora incrível e a Elle Fanning está maravilhosa. O enredo é bastante diferente ao tratar dos horrores dos bastidores da moda. Como já trabalhei na área por um tempo enquanto adolescente, fez muito sentido pra mim.

9 - It Follows (2014) - David Robert Mitchell

A jovem e despreocupada Jay leva uma vida tranquila entre escola, paqueras e passeios no lago. No entanto, após uma transa, o garoto com quem passou a noite lhe explica que ele carregava no corpo uma força maligna, transmissível às pessoas apenas pelo sexo. Agora, enquanto vive o dilema de carregar a sina ou passá-la adiante, a jovem Jay começa a ser perseguida por figuras estranhas que tentam matá-la e que não são vistas por mais ninguém. (Wikipedia)

Lidia Zuin: Gosto muito desses filmes post-horror com a Maika Monroe. Esse e The Guest são muito inovadores e seguem uma linha estética retrô e nostálgica, usando fenômenos paranormais para tratar de questões do dia a dia, como a sexualidade feminina e DSTs, por exemplo.

10 - The Lure (2015) - Agnieszka Smoczyńska

Córki dancingu é um filme de terror musical polonês de 2015 dirigido por Agnieszka Smoczyńska e escrito por Robert Bolesto. Indicado a competição dramática do Festival de Cinema de Sundance, é protagonizado por Marta Mazurek e Michalina Olszańska. (Wikipedia)

Lidia Zuin: Esse filme é bem curioso: é um musical polonês de sereias assassinas. Tem todo um drama meio clichê da sereia que resolve tentar virar humana para que um homem a ame, mas a maneira como as coisas são tratadas nesse filme não são nada mágicas, mas sim grotescas, até mesmo viscerais em alguns momentos mais eróticos. Bem criativo e diferente.


Bônus:

 Suspiria (1977 - Dario Argento) não citei aqui porque, apesar de amar muito o filme, ele não me marcou emocionalmente tanto quanto esses outros. Get Out! (2017 - Jordan Peele) também é outro que achei muito interessante e inovador. O filme nacional Nina (2004 - Heitor Dhalia) também foi outro que me marcou bastante por sua estética e trilha sonora que refletem muito a identidade paulistana. Outra sugestão é Antibirth (2016 - Danny Perez) e sua nova perspectiva sobre o pregnant horror.


Gostou da lista e quer saber mais sobre a Lidia? Acompanhe-a no Medium




10 semanas de terror | Semana 1 com Lidia Zuin 10 semanas de terror | Semana 1 com Lidia Zuin Reviewed by Unknown on setembro 07, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário

Masterchef

About Me
Munere veritus fierent cu sed, congue altera mea te, ex clita eripuit evertitur duo. Legendos tractatos honestatis ad mel. Legendos tractatos honestatis ad mel. , click here →