10 Semanas de Terror | Semana 2 com Kimberly Alice


Para a segunda semana do "10 Semanas de Terror" temos Kimberly Alice, estudante de Artes Visuais pela Universidade Estadual do Paraná, artista visual e dona de um ponto peculiar no currículo de quem já cursou 'auxilio em necropsia'.
"Tenho um certo apelo pelo clássico, não sou exatamente uma assídua fã de filmes de terror, então os que me atraem, acabam sendo mais pelo viés cult ou pela relevância cinematográfica, influência, estética, direção, etc." E também Yueh Fernandes que você pode conferir aqui.

TOP 10 KIMBERLY ALICE


  1. Psycho (1960) - Alfred Hitchcock
Após roubar 40 mil dólares para se casar com o namorado, uma mulher foge durante uma tempestade e decide passar a noite em um hotel que encontra pelo caminho. Ela conhece o educado e nervoso proprietário do estabelecimento, Norman Bates, um jovem com um interesse em taxidermia e com uma relação conturbada com sua mãe. O que parece ser uma simples estadia no local se torna uma verdadeira noite de terror. (Wikipedia)

Kimberly: Uma lista de terror sem Hitchcock seria um disparate. Eu não teria coragem de formular uma lista de filmes sem homenagear o mestre do suspense. Até Hitchcock, o terror era objetivo, monstruoso, e o diretor criou o subjetivo, a expectativa. Meu primeiro lugar vai pra Psycho não somente por isso, mas a história te envolve, tem plots ótimos e um dos melhores vilões já criados.

    2. O Exorcista (filme e livro) (dirigido por William Friedkin – 1974) (escrito por William Peter Blatty – 1971)

Uma atriz vai gradativamente tomando consciência de que a sua filha de doze anos está tendo um comportamento completamente assustador. Deste modo, ela pede ajuda a um padre, que também é um psiquiatra, e este chega a conclusão de que a garota está possuída pelo demônio. Ele solicita então a ajuda de um segundo sacerdote, especialista em exorcismo, para tentar livrar a menina desta terrível possessão. (Wikipedia)

Kimberly: minha primeira experiencia com O Exorcista foi o livro! li enquanto adolescente, no ensino médio, e consumia as páginas louca pelo tal Pazuzu haha, é um clássico cinematográfico e brilhante do começo ao fim, denso, cru, obscuro. Creio ser a película que carrega a maior aura de tensão e horror que um filme já conseguiu, principalmente por começar a torrente de uma das temáticas favorita dos filmes de horror: blasfemia, fé, religião.

3         3. O Gabinete do Dr. Caligari (1920) - Robert Wiene

Em um pequeno vilarejo da fronteira holandesa, um misterioso hipnotizador, Dr. Caligari, chega acompanhado do sonâmbulo Cesare que, supostamente, estaria adormecido por 23 anos. À noite, Cesare perambula pela cidade, concretizando as previsões funestas do seu mestre, o Dr. Caligari. (Wikipedia)

Kimberly: Expressionismo alemão!! Junto com Nosferatu, o vovô do terror. A teatralidade é apaixonante, e o plot twist do filme (hmm pequeno spoiler) é um bonus de deleite. Pra quem é criado pelos filmes recentes de horror, cheios de tripas e jump scares, pode ser esquisita a sensação dele e talvez um pouco cansativo, mas a relevância aqui é pela construção de um filme mudo, no pós primeira guerra, com efeitos totalmente analógicos e que faz parte de um dos mais belos movimentos de vanguarda artística da Europa.

4           4. The Omen (1977) - Richard Donner

O embaixador americano e a esposa querem muito ter filhos. Quando ela dá à luz um bebê morto e um padre sugere que adotem um recém-nascido saudável e órfão, ele aceita sem contar à mulher. O que ele não sabe é que o bebê é o anticristo. (Wikipedia)

Kimberly Alice: Pra mim os anos 70 foram uma época memorável pro terror, com nomes incríveis na década, como The Omen! Esse filme é ótimo e consegue tratar da temática de blasfêmia e Satã sem tornar isso cansativo ou cair na obviedade.

5       5. Cemitério Maldito (livro) (1983) – Stephen King

Pet Sematary é um romance de terror escrito por Stephen King, considerado um dos melhores do autor. Foi escrito em 1983. (Wikipedia)

Kimberly Alice: Stephen King é magistral no que faz e isso não há dúvidas, mas esse livro é um espiral de horror! Nunca assisti ao filme pois tenho medo de estragar um pouquinho do quanto a minha mente foi boa em montar um cenário grotesco enquanto lia as páginas.


  6.  A Bruxa (2015) - Robert Eggers

Em uma fazenda no século 17, uma histeria religiosa toma conta de uma família que acusa a filha mais velha pelo desaparecimento do seu irmão ainda bebê. (Wikipedia)

Kimberly Alice: Raramente vejo terror de produções recentes, mas The Witch é explêndido. Além da fotografia impecável, a aura de tensão que acompanha o filme inteiro é o maior horror do filme. Você espera por algo,agoniza, e essa ansiedade, esse uso do expectador é a melhor arma do filme; as cenas finais são só a cereja do bolo.



       7. Rejeitados pelo Diabo (2005) - Rob Zombie

O xerife John Wydell, totalmente enlouquecido para vingar a morte de seu irmão, decide fazer justiça com as próprias mãos e persegue uma família assassina (Sid Haig, Bill Moseley, Sheri Moon Zombie) que está foragida com a ajuda de uma dupla de caçadores de cabeças. (Wikipedia)

Kimberly: Eu não sei se eu gosto do filme, ou se eu gosto do Rob Zombie. De qualquer forma. terror trash tem um apelo forte pra mim e Rejeitados pelo Diabo saiu melhor que a primeira parte, A Casa dos Mil Corpos, que até pra quem curte terror pastelão acaba sendo cansativo

8        8. Suspiria (1977) - Dario Argento

Suspiria é um filme dirigido por Dario Argento estrelando Jessica Harper e Stefania Casini e as participações de Alida Valli e Joan Bennett em seu ultimo filme. Foi lançado em 1 de Fevereiro de 1977. (Wikipédia)

Kimberly Alice: Eu to ansiosa pra ver esse remake (2018, direção de Luca Guadagnino)! Uma das minhas fotografias favoritas, e dono de uma das cenas de fuga mais bonitas visualmente, em termos de jogo de luzes. Eu gosto de tudo nele, principalmente de como usa contrastes na temática: ballet e satanismo, desespero e beleza, É lindo!

9.     Get Out (2017) - Jordan Peele


Um jovem fotógrafo descobre um segredo sombrio quando conhece os pais aparentemente amigáveis da sua namorada. (Wikipedia)

Kimberly Alice: O filme é sensacional por transformar em filme algo que é, de fato, aterrorizador pra tantas pessoas na vida real. Além disso, tem ótimas metáforas e um roteiro incrivelmente minucioso.

       10.  Eraserhead (1977) - David Lynch

Henry e Mary têm um bebê que nasceu prematuro e é desumano. Quando a mãe os abandona por não conseguir suportar seu terrível aspecto, Henry deve se esforçar para cumprir seu papel de pai solteiro. (Wikipedia)

Kimberly: Não sei até onde Eraserhead pode ser considerado horror, mas que tem um viés perturbador, sem dúvidas.
Um dos meus favoritos do Lynch, o filme é uma imersão completa, que une grotesco, surreal e onírico a uma densa atmosfera de paranoia com um bebê bem bizarro.

Gostou da Kim e quer saber mais sobre ela? Siga-a no Instagram @kkimberlyalice.


10 Semanas de Terror | Semana 2 com Kimberly Alice 10 Semanas de Terror | Semana 2 com Kimberly Alice Reviewed by Unknown on setembro 14, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário

Masterchef

About Me
Munere veritus fierent cu sed, congue altera mea te, ex clita eripuit evertitur duo. Legendos tractatos honestatis ad mel. Legendos tractatos honestatis ad mel. , click here →