REVIEW: Vende-se Esta Casa (2018)

O filme começa com Brian, o pai de Logan (Dylan Minnette), morrendo em um acidente de carro, o que força ele e sua mãe, Naomi (Piercey Dalton), a morarem de favor em uma casa nas montanhas que está à venda. 

Algumas coisas estranhas começam a acontecer na casa: barulhos, coisas mudando de lugar, coisas se perdendo. A corretora que está vendendo a casa é estranha e a vizinha, mais estranha ainda. 

Para ajudar a investigar esses acontecimentos anormais, Logan liga para Chris, um homem que se mostrou solícito para o que a família precisasse. Porém, logo em seguida, Chris aparece morto em frente à casa e alguém desacorda Logan. 



As cenas seguintes mostram um homem torturando Naomi, quebrando seus dedos e socando sua cara. Logan acorda do lado de fora da casa com os gritos de sua mãe e, ao achá-la, resolve procurar uma forma de sair da casa. Na correria, ele acidentalmente esfaqueia Naomi na barriga. Transtornado, ele sai correndo para a floresta, e depois de horas e horas correndo, o invasor o encontra e o mata. 

A última cena mostra o assassino achando outra casa à venda e indo em direção a ela, danosa entender que ele estava à procura da próxima vítima. 

O filme tem atuações razoáveis e essa é provavelmente a única coisa boa que eu posso falar sobre. A parte técnica do filme é fraca, a história é chata. O filme é totalmente parado por uma hora inteira, não faz a tensão subir e é bem entediante. 

Vende-se Esta Casa é um bom exemplo do que não fazer em um filme de terror. O final é horroroso, o começo e o meio do filme poderiam não ter existido. Se o filme fosse um curta só com o final, teria sido mais razoável, mas ainda sim, bem ruim. Provavelmente uma das piores produções que eu vi nos últimos tempos. 

1/5



REVIEW: Vende-se Esta Casa (2018) REVIEW: Vende-se Esta Casa (2018) Reviewed by Unknown on janeiro 22, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário

Masterchef

About Me
Munere veritus fierent cu sed, congue altera mea te, ex clita eripuit evertitur duo. Legendos tractatos honestatis ad mel. Legendos tractatos honestatis ad mel. , click here →